Voltar para a página inicial

 

ESTUDO TREZE: II CRÔNICAS

PALAVRA-CHAVE: Teocracia

VERSÍCULO-CHAVE: 2 Cr 15, 2

Este livro conta os acontecimentos ocorridos em Judá, começando por Salomão até o decreto de Ciro para a reconstrução da casa de Deus em Jerusalém. Cobre um período de 500 anos, onde se destacam Salomão, seu templo e sua glória, e os reis que o seguiram, com ênfase nos milagres que Deus realizou através de reis de Judá. O fato do autor não se importar com o reino do norte (quase não fala nele a não ser quando relacionado com o reino do sul), deve-se à preocupação com a adoração ser em Jerusalém e com o reino da linhagem de Davi com quem foi feita aliança.
Como este livro é continuação de 1 Cr, permanecem o mesmo fundo histórico, autor (Esdras) e datas. Apesar dos acontecimentos de II Crônicas referirem-se à "Era do templo de Salomão", foram escritos na era do templo de Zorobabel (536?). Esse novo templo tinha sido concluído mais ou menos 85 anos antes, e o muro da cidade reconstruído recentemente.
2 Cr mostra que a chave para o sucesso nacional é um reconhecimento completo e contínuo do lugar de Deus. Só quando Ele é reverenciado, adorado em santidade, com corações dispostos a obedecer a seus mandamentos pode haver verdadeira prosperidade. Mostra também o perigo de, em tempos de prosperidade ou poder (quando tudo está 'bem'), deixar Deus de lado. Prosperidade e poder são bênçãos, mas há o perigo de alcançá-las e afastar-se de Deus (apostasia ou indiferença espiritual). Esdras, através deste livro queria que os judeus que estavam voltando para Judá depois do exílio, saíssem da apatia e entendessem que eram os herdeiros de Deus, de sua aliança e que a comissão de 'serem uma benção para todas as nações da terra', ainda estava de pé. Por isso mostra os maiores reis de Judá, empenhados em construir ou restaurar o templo e em restaurar a adoração genuína a Deus. Mostra também, os pecados religiosos que levaram à derrubada do reino e as promessas de Deus para restauração.
Os judeus que estavam voltando, sentiam uma certa frustração, pois, as colinas áridas de Judá e toda a obra de restauração por fazer, eram insignificantes perto do império persa, que eles estavam deixando. A promessa da era messiânica (que os fizera voltar), não estava acontecendo e começaram a duvidar das promessas. Eles estavam provavelmente esperando que o Senhor instituísse rapidamente o reino messiânico logo após o retorno deles à pátria. Porém, parecia que o Senhor os tinha desapontado. O resultado era uma estagnação espiritual, um desânimo no povo.
Este livro, pois, é muito atual, pois os cristãos têm vivido numa apatia, indiferença espiritual, desejando a prosperidade, mas esquecendo da adoração genuína, que deve ser feita em santidade. O Senhor Jesus está às portas, e é preciso restaurar sua igreja, a noiva; mas será que nós, cristãos, não estamos muito mais preocupados com nosso bem-estar e comodidade, do que com a casa de Deus? Isto não tem levado aos pecados religiosos do período de crônicas (apostasia)? Será que o desânimo enfrentado hoje, não é por perder a esperança nas promessas de Deus?
A compilação dos livros de Crônicas por Esdras tinha a finalidade de realçar a soberania de Deus sobre a nação e o interesse do Senhor na adoração adequada e na obediência, para que as bênçãos da ALIANÇA fossem recebidas (2 Cr 7,14). Os sucessos militares dependem do 'relacionamento' com o Senhor. A vitória não dependia do número de soldados, nem de como lutariam, mas do Senhor, pois a luta contra o inimigo, quando o povo estava na dependência do Senhor, não era deles e sim de Deus (2 Cr 20, 15-17).
RESUMO:

Tema: A fidelidade de Deus para disciplinar a dinastia de Davi.
Esboço:
o 2 Cr 1-9: Reinado sob Salomão (construção do templo para o Senhor).
o 2 Cr 10-36: Reinado dos filhos de Salomão (divisão do reino; ênfase nas reformas).
Reformas: As reformas acontecidas neste período, sempre tratavam de uma volta, uma restauração da Palavra de Deus. O rei conduzia o povo a voltar aos princípios da Palavra de Deus, a abandonar os pecados e todo tipo de idolatria, humilhar-se perante o Senhor, a separar-se dos costumes dos povos ao seu redor e voltar à aliança e a verdadeira adoração de um povo separado, santo. Como resultado da reforma, acontecia:
a. Reavivamento b.Paz
c. Bom relacionamento com as nações vizinhas d. Graça perante o Senhor
e. Prosperidade nacional
Livramentos: Deus lutando no lugar de seu povo:
a. Abias - contra Jeroboão (13, 1-19); b. Asa - contra os etíopes (14,9-15);
c. Josafá - contra os moabitas (20,1-30) d. Ezequias - contra os assírios (32,1-22).
2 Crônicas contém exortações poderosas para os que andam na fé cristã. Tantos dos reis de Judá começaram bem, mas depois mergulharam num mau caminho. Isto nos mostra que o êxito depende da fidelidade a Deus! Portanto, devemos dar-nos por avisados para não sermos "dos que retrocedem para a destruição, mas dos que têm fé para preservar viva a alma" (Heb. 10:39). Até mesmo o fiel Rei Ezequias tornou-se altivo ao se restabelecer de sua enfermidade, e foi só porque se humilhou logo que pôde evitar a indignação de Deus. O livro também exalta as maravilhosas qualidades de Deus, Seu nome e Sua soberania. A história toda é apresentada do ponto de vista da devoção exclusiva a Deus. Ao dar ênfase também à linhagem real de Judá, fortalece nossa expectativa de ver a adoração pura ser exaltada sob o Reino eterno de Jesus Cristo, "filho de Davi". Mt. 1:1; At 15:16, 17.

Questionário

1. Por quê a palavra deste livro é teocracia?

2. Qual a chave do sucesso nacional?

3. Por quê a prosperidade muitas vezes é um perigo para nós?

4. Por quê os judeus estavam se sentindo frustrados, apáticos, desanimados? Qual a semelhança deles conosco?

5. Quais os pecados religiosos cometidos no período de crônicas?

6. Qual a finalidade da compilação do livro de Cr?

7. Do que dependiam os sucessos militares? Dê exemplos.

8. Qual o tema do livro? Qual o esboço?

9. O que eram as reformas, e como podemos relaciona-las aos dias de hoje?

10. Quais foram os livramentos militares de Deus em Cr?

11. Na sua opinião, por quê Deus os livrou? O que podemos aprender com eles, para experimentarmos este tipo de livramento em nossas vidas?

12. Qual a mensagem que você tira deste livro para sua vida?

 

 

 

 

 

Associação Jesse - Todos os direitos reservados